OS PRIMEIROS DECKS COM KHANS OF TARKIR

Decks Revelados (18/09/2014)

Animados para o lançamento dessa coleção? Bom, quem me acompanha sabe que a minha empolgação está beirando as estrelas, então eu não vejo a hora de abrir os boosters de Pré Lançamento e na semana que vem jogar o primeiro Standard com Khans of Tarkir!

Standard esse que parece mais misterioso que nunca antes da rotação, pois as coisas estão bem difíceis para os builders por aí. Não que as possibilidades sejam poucas, pelo contrário, mas é que em breve teremos o Pro Tour Khans of Tarkir e os pró players parecem não estar querendo divulgar seus trunfos antes disso. Acho justo.

Porém, há um lugar que eu sempre visito antes do formato chegar à vida real, a Magic League, e sempre saem umas ideias interessantes lá pra gente começar a tomar como base pro que está por vir e já começarmos a nos preparar para os primeiros torneios com essa coleção no T2. Sendo assim, mostrarei hoje para vocês o Top4 do primeiro Trial que tivemos por lá nessa semana com as novas cartas!

Temur Monsters, por Duodax

4 Frontier Bivouac
4 Mana Confluence
4 Wooded Foothills
4 Yavimaya Coast
2 Forest
2 Mountain
4 Temple of Abandon
24 terrenos

4 Sylvan Caryatid
4 Courser of Kruphix
4 Stormbreath Dragon
4 Rattleclaw Mystic
4 Elvish Mystic
4 Polukranos, World Eater
4 Savage Knuckleblade
28 criaturas

4 Crater's Claws
4 Sarkhan, the Dragonspe..
8 outras mágicas

1 Keranos, God of Storms
1 criaturas
1 Bow of Nylea
1 Chandra, Pyromaster
4 Magma Spray
4 Anger of the Gods
4 Stubborn Denial
15 sideboard

Em 4º lugar no torneio encontramos um Termus Monsters, algo já previsível se levarmos em consideração que a estratégia Monsters é uma das que já existiam antes da rotação e que menos perdeu ferramentas com a queda de Return to Ravnica e M14. A base do deck continua a mesma, mas aqui trocamos a cor preta do Jund Monsters por azul, ganhando Savage Knucleblade como nova arma.

Savage Knucleblade é de fato uma criatura promissora, mas não sei o quanto compensa abdicar das armas do antigo Jund Walkers para acrescentar apenas essa criatura como carta azul na lista principal. Ok, Rattleclaw Mystica “também”, mas ainda assim não gosto também da quantidade de geradores de mana que temos, o que torna nossos draws horríveis em jogos mais demorados.

Um Temur Walkers, ou Naya Walkers, ou qualquer outro deck que jogue grande e comporte Nissa, Xenagos, Chandra, Sarkhan, Stormbreath, Polukrano, Caryatid e Courser of Kruphix me parece mais promissor que isso...

Num Temur Walkers nos ganhamos Kiora e Jace, e Kiora junto com todas essas criaturas para protege-la parece bem útil no formato que aguardamos. Jace não faz muita coisa aqui, ainda mais por não abusarmos de nada que tenha delve, mas ainda assim filtra nosso topo e pode nos livrar de coisas grandes com sua segunda habilidade. Num Naya Walkers nos temos Ajani  (qualquer um dos dois é ótimo na lista) e Elspeth, o melhor finisher branco para a cor. Sem falar que ainda há a possibilidade de usar Anger of the Gods e End Hostilities para deter decks agressivos.

Enfim... Não gostei dessa lista, acho que o formato oferece coisas muito melhores que ela e que serão exploradas. Eu sou apaixonado pela estratégia baseada em planeswalkers e é uma que de fato ainda parece ser bem poderosa, como já aprendemos na temporada passada.

Uma das estratégias mais cobiçadas por mim, o Mardu Aggro, conseguiu ficar em 3º lugar no torneio e com uma lista bem peculiar:

Mardu Aggro, por sront

4 Caves of Koilos
4 Mana Confluence
4 Battlefield Forge
2 Bloodstained Mire
2 Mountain
1 Swamp
4 Nomad Outpost
4 Temple of Triumph
25 terrenos

2 Butcher of the Horde
2 Brimaz, King of Oreskos
4 Goblin Rabblemaster
1 Purphoros, God of the ..
9 criaturas

4 Mardu Charm
4 Hordeling Outburst
4 Stoke the Flames
4 Dictate of Heliod
4 Lightning Strike
4 Raise the Alarm
2 Sorin, Solemn Visitor
26 outras mágicas

3 Forge Devil
3 criaturas
4 Thoughtseize
4 Banishing Light
2 Hero's Downfall
2 Sorin, Solemn Visitor
15 outras mágicas

Essa lista é quase que completamente focada em fichas com a ajuda de Brimaz, Rabblemaster, Mardu Charm, Raise the Alarm, Hordeling Outburst e o novo Sorin, fazendo bom proveito de todas elas com Butcher of the Horde e Dictate of Heliod. Bem simples!

  

Eu gostei muito da lista em si, só não consigo me ver jogando com 4 cópias de Dictate of Heliod em deck algum. A carta é boa? Sim, é ótima, ainda mais com todas essas criaturas surgindo todo turno, porém ela custa 5 manas e você dificilmente precisará de mais de uma no campo de batalha para encerrar a partida, então acredito que 2 cópias dela seja o limite do aceitável.

Se for para colocar mais pumps, prefiro uma cópia de Spear of Heliod e talvez uma de Ajani Steadfast. Spear oferece bônus e ainda tem a habilidade de destruir criaturas que, mesmo sendo usada raramente, ainda assim é bom ter disponível. Ajani oferece lifelink como Sorin, mas também oferece iniciativa para um Rabblemaster X/2 não morrer em combate para qualquer coisa (e Brimaz também), sem falar que é mais uma carta para pumpar nossas fichas, se tornando então outro bom substituto para alguns de nossos Dictates.

Como essa estratégia é uma das mais exploradas pelos jogadores no momento, já surgiram várias linhas de jogo para ela, tanto algumas mais agressivas quanto outras mais midranges. Essa é mais focada em fichas e por incrível que pareça não é nem uma, nem outra, não tendo um início de jogo rápido e nem procurando controlar um pouco a mesa, mas sim preparando o seu lado do campo de batalha, ignorando o que o oponente faz, para então ganhar de repente com os pumps que temos.

O vice-campeão foi um Monogreen Devotion, algo já cantado também para o formato já que, como o Monsters, não perdeu quase nada com a rotação e ainda possui uma base bem forte:

Green Devotion, por max09

1 Darksteel Citadel
4 Wooded Foothills
12 Forest
3 Nykthos, Shrine to Nyx
4 Windswept Heath
24 terrenos

4 Sylvan Caryatid
4 Courser of Kruphix
1 Arbor Colossus
1 Nylea's Disciple
3 Genesis Hydra
1 Hornet Queen
4 Elvish Mystic
1 Nylea, God of the Hunt
1 Paragon of Eternal Wil..
4 Polukranos, World Eater
1 Reclamation Sage
4 Voyaging Satyr
1 Hornet Nest
30 criaturas

2 Chord of Calling
1 Garruk, Apex Predator
3 Nissa, Worldwaker
6 outras mágicas

1 Soul of New Phyrexia
1 Arbor Colossus
3 Nylea's Disciple
1 Genesis Hydra
4 Mistcutter Hydra
1 Reclamation Sage
1 Bow of Nylea
3 Setessan Tactics
15 sideboard

Nada demais para explicar aqui, já que o deck não usa NENHUMA carta de Khans of Tarkir... Ou melhor, usa 4 cópias de Windswept Heat  e Wooded Foothils para ajudar a controlar o topo do deck no caso de termos um Courser of Kruphix no campo de batalha, o que eu acho totalmente válido e será uma das coisas mais comuns daqui pra frente.

  

Essa é uma das estratégias mais seguras para quem deseja jogar os primeiros torneios com a rotação. O deck tem ferramentas para contornar qualquer tipo de situação e possui ótimos finishers como Polukrano e Arbor Colossus, além de Nylea oferecendo atropelar para essa galera toda. Chord of Calling é MUITO forte e permite que o deck use vários 1 off de cartas como Hornet Nest, Reclamation Sage e Nylea’s Disciple, bons contra apenas alguns decks, mas que deixa a lista toda boa contra tudo graças a ele.

Outro ponto forte é que, se você não deseja arriscar comprando cartas caras que podem despencar de preço depois e já possui a base para esse deck, você pode simplesmente ignorar as fetchlands e jogar com ela ainda assim, ou pode garantir as fetchlands, que dificilmente será ruim, e jogar com algo extremamente confiável agora.

Para finalizar o texto uma surpresa, algo que nem eu mesmo esperava: um Esper Control ganhando o pequeno torneio de inauguração do formato:

Esper Control, por skullbashx

4 Polluted Delta
4 Island
3 Swamp
3 Plains
3 Flooded Strand
3 Temple of Enlightenment
4 Temple of Deceit
2 Temple of Silence
26 terrenos

2 Prognostic Sphinx
2 criaturas

4 Ashiok, Nightmare Weav..
3 Sign in Blood
2 Bile Blight
4 Dissolve
1 Elspeth, Sun's Champion
4 Jace's Ingenuity
2 Utter End
3 End Hostilities
3 Banishing Light
2 Nullify
4 Hero's Downfall
32 outras mágicas    

3 Nyx-Fleece Ram
2 Last Breath
3 Thoughtseize
2 Tormod's Crypt
2 Deicide
3 Reprisal
15 sideboard

Realmente o formato tende a ser bem agressivo no começo, então quase ninguém se prepara para jogar contra decks de controle, então por outro lado os controles tem uma vantagem, já que só precisam se preocupar com decks agressivos, fazendo surgir uma lista assim, com nada mais nada menos que 16 remoções de diversas formas e tamanhos.

Last Breath, Bile Blight, Utter End, End Hostilities, Banishing Light, Hero’s Downfall e Nullify (de certa maneira) servem para cuidar de qualquer situação que o deck encontrar pela frente, e não só criaturas, mas qualquer tipo de permanente.

 

Com todas essas proteções, cartas como Ashiok tem a chance de crescer facilmente, ou pelo menos enrolar mais ainda o jogo, para nos dar tempo de botar uma Elspeth (que também pode limpar a mesa) ou Prognostic Sphinx no campo de batalha e simplesmente ganhar.

Para um formato onde a maioria proclamava que controle estava morto, essa base me parece sólida o suficiente para crescer e se adaptar às ameaças que surgirão com o tempo, já que aparentemente muita coisa ficou ainda de fora como Thoughtseize, Silence the Believers, Disdainful Stroke,Kheru Spellsnatcher, Pearl Lake Ancient, Empty the Pits e Jace, the Living Guildpact podem muito bem deixar o deck melhor contra outros controles e Midranges.

O mais legal de se ver aqui é que decks tricolores aliados podem possuir uma base de mana bem menos complexa e dolorosa do que as bases de mana wedge, pois possuem 8 fetchlands para serem usadas e puxar terrenos básicos. Claro que aqui ainda temos Temples, mas é impossível abdicar do uso deles pela vidência que oferece, já conhecida também por ser muito forte em decks que precisam sempre de draws bons.

Todas essas listas parecem bem promissoras e interessantes para um formato que está apenas começando. Para os que desacreditavam, aí estão os vários decks de três cores fazendo um sucesso inicial, e até combinações de Alara aparecendo forte e consistente. E você, pretende atacar o formato desconhecido de que maneira nos primeiros torneios com Khans of Tarkir? Eu vou de Mardu ou MonoBlack mesmo e espero conseguir uns bons booster por enquanto!

Espero que tenham gostado e se divirtam tanto quanto eu nessa rotação. Não deixem de comentar e até a próxima semana com mais um texto para vocês!


Paulo "Teddy" Sante


ÚLTIMAS NOTÍCIAS


06/10/2016
REPOSIÇÃO - DECK BOX ULTRA-PRO DIVERSAS CORES - R$ 17,03

06/10/2016
REPOSIÇÃO - Z-BINDER LX BCW - R$ 101,12

21/09/2016
REPOSIÇÃO - 4 PACK BOOSTER POKÉMON: CRISE DUPLA

21/09/2016
REPOSIÇÃO - 2 PACK BOOSTER POKÉMON + MINI ÁLBUM (GOODRA) - R$ 34,81


veja tudo

DECKS REVELADOS


ARTIGOS


18/05/2015

08/12/2014
PAUPER - REFLEXÕES DE UM FORMATO COMPETITIVO

25/09/2014
CINCO RARAS DE KTK PARA SE OBSERVAR

11/09/2014
AS MÍTICAS DE KHANS OF TARKIR


veja tudo

MAGIC HOUSE SCHOOL


07/01/2014
MHS #23: MECÂNICA

18/09/2013
MHS #22: EFEITOS DE CÓPIA 2

27/08/2013
MHS #21: SUBORNO

02/08/2013
MHS #20: EFEITOS DE CÓPIA


veja tudo

TORNEIOS


04/04/2015
EM BREVE NOVOS TORNEIOS

04/04/2015
EM BREVE NOVOS TORNEIOS

03/04/2015
EM BREVE NOVOS TORNEIOS

03/04/2015
EM BREVE NOVOS TORNEIOS

01/04/2015
EM BREVE NOVOS TORNEIOS

29/03/2015
EM BREVE NOVOS TORNEIOS

28/03/2015
EM BREVE NOVOS TORNEIOS

veja tudo

Item adicionado com sucesso!



O item não foi adicionado!
Veja se a quantidade está correta!



Item removido com sucesso!



Quantidade inválida ou superior a máxima permitida:



Login ou Senha inválidos!



Aconteceu um erro ao deslogar seu usuário.
Por favor recarrege a página